gajo do mmapa

Melech Mechaya

Formados no final de 2006 com João Graça no violino, Miguel Veríssimo no clarinete, André Santos na guitarra, João Novais no contrabaixo e Francisco Caiado na percussão, os Melech Mechaya são hoje apontados como a primeira e mais proeminente banda de música Klezmer em Portugal. A sonoridade do grupo de Lisboa e Almada inspira-se ainda na músicas portuguesa, balcânica e árabe, e Salvatore Esposito, da revista italiana BlogFoolk, considerou-os “um dos casos mais interessantes da cena musical portuguesa”. Depois de dois discos lançados em 2008 e em 2009 – o EP “Melech Mechaya” e o LP “Budja Ba”, onde participam as Tucanas – os Melech Mechaya lançaram em Outubro de 2011 o álbum “Aqui Em Baixo Tudo É Simples”. Este registo conta com a participação da fadísta Mísia e do trompetista norte-americano Frank London, líder e fundador dos Klezmatics (vencedores de um Grammy em 2006). Referido pela revista Blitz como um dos melhores álbuns do ano, “Aqui Em Baixo Tudo É Simples” foi editado internacionalmente em Maio de 2012 e conquistou a crítica europeia com “a sua identidade musical própria” (Eelco Schilder, da prestigiada revista alemã FolkWorld). Em 2013 foi distribuído nos Estados Unidos, onde atingiu os lugares cimeiros dos topes de várias rádios, e foi nomeado para Melhor Disco Instrumental nos Independent Music Awards. Em 2014 os Melech Mechaya editam o LP “Gente Estranha” novamente pela Ponto Zurca em Portugal e pela Felmay no resto do mundo. O primeiro single de “Gente Estranha” (o tema-título) tem a colaboração de Pedro da Silva Martins (Deolinda) na letra e de Jazzafari na voz. A fechar o lote de convidados deste trabalho está Amélia Muge, que deu letra e voz a “Querubim Barbudo”. As extensas digressões dos Melech Mechaya levaram os seus espectáculos “simplesmente electrizantes” (João Bonifácio, Público) aos 4 cantos do país. O quinteto actuou já em importantes festivais como o Rock In Rio Lisboa, Super Bock Surf Fest, FMM Sines, CCB Fora de Si, Festa do Avante!, Maré de Agosto ou Bons Sons, e fizeram ainda a primeira parte do concerto de Emir Kusturica & The No Smoking Orchestra no Coliseu de Lisboa. A digressão de apresentação do novo álbum teve salas esgotadas de Norte a Sul do país, e passou por palcos como a Casa da Música (Porto) ou o Cinema São Jorge (Lisboa).

Facebook

 


Data
2019-06-13 23:30
Local
Praça Raimundo Soares - Abrantes
 
 

Powered by iCagenda

Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.